Amor maior que a vida

Por Fabíola Paes de Almeida Tarapanoff


"Na minha juventude meu pai me deu um conselho que seguiria durante toda a minha vida: "Quando sentir que está criticando alguém, lembre-se de ver que todas têm seu lado bom."


A obra inicia com o olhar de Nick Carraway (Tobey Maguire) que em um sanatório procura curar seu alcoolismo crônica e insônia que não o abandona. As lembranças são muito fortes de uma cidade que era dourada e cheia de oportunidades e agora parece um local "fantasma", repleto de hipocrisia.


Nick vai escrevendo sua história para curar sua dor. Na verdade o personagem é alterego do escritor F. Scott Fitzgerald, autor do romance no qual se baseou este filme: O Grande Gatsby.


Leonardo Di Caprio, Carey Mulligan, Tobey Maguire e Joel Edgerton em O Grande Gatsby

Fonte: IMDB


Noa York, 1922. Nick se sente feliz em poder estar na cidade onde tudo acontece e trabalhar no promissor mercado de ações. Ele compra uma série de livros sobre o tema, decide ler os clássicos e se tornar um escritor. Para coroar a boa fase, muda-se para um pequeno chalé em West Egg, em Long Island. Ele vai morar próximo de sua prima, Daisy (Carey Mulligan) e de Tom Buchanan (Joel Edgerton), jogador de polo de sucesso aposentado, que moram do lado oposto, na parte rica: East Egg. Ele torna-se vizinho de um excêntrico milionário, que poucos conhecem, mas virou uma lenda devido às histórias que contam: dizem que é parente de Kaiser Guilherme, que é um herói de guerra e estudou em Oxford.


Um dia recebe o convite de seu misterioso vizinho e conhece sua mansão, com festas luxuosas e animadas com as pessoas mais interessantes da sociedade: artistas, políticos e empresários. Todos os sábados ele oferecia festas inesquecíveis e Nick acaba conhecendo pessoalmente o famoso "Gatsby": Jay Gatsby (Leonardo Di Caprio), que tinha "um daqueles sorrisos raros, que você apenas quatro ou cinco vezes em sua vida."


Leonardo Di Caprio é Jay Gatsby no filme de Baz Luhrmann

Fonte: IMDB


Aos poucos, os dois vão se tornando amigos e Gatsby um dia lhe pede um favor: que chame sua prima para tomar um chá no local em que mora. Nick concorda e Gastby faz uma transformação em sua casa. Quando marca o encontro e diante do nervosismo incontrolável de Jay, ele repara que aquele homem tão seguro ama Daisy. E aos poucos, vamos descobrindo sobre seu passado: ele atuava como soldado na Guerra e já conhecia Daisy, mas por seu pobre e a família de Daisy rica, acabaram influenciando para que terminassem o namoro. Depois de cinco anos sem se ver, ela acaba casando com Tom pressionada pela família, mesmo ainda amando Jay e recebendo uma carta dele sobre seu retorno. Ela casa sem amor e ainda aguenta a infidelidade do marido, que a trai com Myrtle Wilson (Isla Fisher), esposa do homem que trabalha em uma oficina de carros.


Aos poucos, Jay e Daisy se reaproximam e ele confidencia a Nick sua história: ele veio de uma família pobre de Dakota, passa um tempo no mar, ocasião em que salvou a vida de um milionário alcoolatra. Com ele aprende a ser um verdadeiro cavalheiro e a expressão: "Meu velho", que usa a todo momento. Mesmo não ficando com um centavo de sua fortuna, aprende a correr atrás de seus sonhos e antes da Guerra conhece Daisy. E a partir daquele encontro, sua vida muda. Quando retorna da Guerra e descobre que casou, faz de tudo para se aproximar de sua amada: constrói uma mansão do lado oposto da sua e promove festas inesquecíveis. Mantém apenas a esperança de que um dia ela vai bater à sua porta. Esperança representada pela insistente luz verde do farol que pisca e vê toda noite de seu quarto, como uma chama de seu futuro. "O passado pode se repetir", ele sempre diz a Nick.


Dirigido por Baz Luhrmann, o filme traz uma bela direção de arte e a câmera frenética de Luhrmann, que traz um carnaval visual com suas cores, músicas e coreografias que maravilham os olhos. A trilha sonora bem escolhida, inclui músicas do grande compositor norte-americano George Gershwin ("Rhapsody in Blue"), canções de Amy Winehouse ("Back to black") e Lana Del Rey ("Young and Beautiful"). A obra tem uma série de metáforas e é interessante ver o outdoor de um anúncio de um famoso oculista da cidade, "par de olhos" que seguem os personagens de forma inquisidora, prenunciando um final trágico. Ainda aborda sobre um período histórico em que questões ainda inquietavam a sociedade: a Lei Seca, as desigualdades sociais e o racismo presentes na sociedade norte-americana dos "loucos anos 1920".


Carey Mulligan e Leonardo Di Caprio em O Grande Gatsby

Fonte: IMDB


Triste e belo, o filme mostra o amor obsessivo de Jay por Daisy e as inseguranças da jovem sobre qual caminho seguir. Discute ainda sobre um mundo de aparências, em que aquele que é mais julgado pela sociedade por seus recursos escusos, guarda uma pureza e uma crença otimista no amor difícil de encontrar. Mesmo com conjecturas sobre sua fortuna e sua possível corrupção, seu sonho não se corrompia. Era tudo por ela. E sempre haverá esperança para um grande homem. "E amanhã corremos mais rápido, incessantemente, de volta ao passado."


Trailer - O Grande Gatsby- Legendado em português (HD) - Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=L5S07-vHNOY


Ficha técnica

O Grande Gatsby

(The Great Gatsby, EUA, 2013)

Direção: Baz Luhrmann

Produção: Baz Luhrmann

Douglas Wick

Lucy Fisher

Catherine Martin

Catherine Knapman

Roteiro: Baz Luhrmann

Craig Pearce

Baseado em: O Grande Gatsby de F. Scott Fitzgerald

Elenco:

Leonardo DiCaprio

Tobey Maguire

Carey Mulligan

Joel Edgerton

Isla Fisher

Jason Clarke

Amitabh Bachchan

Música: Craig Armstrong

Cinematografia: Simon Duggan

Edição:

Matt Villa

Jason Ballantine

Jonathan Redmond

Companhia(s) produtora(s):

Village Roadshow Pictures

Bazmark Productions

A&E Television

Red Wagon Entertainment

Distribuição: Warner Bros. Pictures

42 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo